Conheça todo o benefício destes óleos de coco alternativos ao cocus nucifera
(de praia)
.

Todos os óleos de coco destacam-se pela seu alto teor em ácido graxo láurico
(todos com média de 42 à 52% - vide tabela no fim da página).
São gorduras saturadas altamente benéficas (saiba mais), e agem :

  • Fortalecendo o sistema imunológico;
  • Como antiinflamatórios naturais;
  • Contribui para a perda de peso - a gordura não é estocada no organismo e aumenta o metabolismo;
  • Diminui compulsão por carboidratos (açúcares, massas), por não liberarem insulina + efeito de saciedade;
  • Efeito antioxidante - não rança facilmente, sem liberar radicais livres no organismo;
  • Regula função intestinal, facilita digestão e absorção de nutrientes;
  • Importante atividade antimicrobiana + destrói vírus, fungos e bactérias;
  • Balanceiam os níveis do bom colesterol (HDL);
  • Regula funcionamento tireoidiano;
  • Nutre pele e cabelos.

O ácido láurico é um importante componente do leite materno, o colostro.
Óleos de coco possuem ácidos graxos de cadeia média que não rançam facilmente - o que significa que tanto no uso interno (ingestão), quanto externo (cosméticos, massagem) não oxida/radicais livres em nosso organismo ou pele, e sim protege, prevenindo desta forma a degeneração celular. Inclusive, o ácido laurico vem sendo apontado para casos de remissão de sintomas da doença de Alzheimer (fonte), segundo a experiência da Dra Mary Newport com dosagens de óleo de coco refinado, e podes ler aqui também.

Palmiste

Extraído da amêndoa do fruto da Palma (Dendê), inodoro, insípido.

Babaçu

Palmeira que dá origem a um óleo que quando refinado tem aroma e gosto levemente amêndoado.

Use na Massagem:

Com densidade leve, os óleos de coco, como Palmiste e Babaçu, são excelentes condutores para massagem com óleos essenciais (oes), a pele absorve-os rapidamente, transportando pela pele todos ativos dos oes com facilidade. Nutre a pele sem deixar aspecto oleoso/gorduroso.

Use puro ou agregados a outros óleos vegetais + adição de óleos essenciais (veja diluição para óleos de massagem aqui).

A massagem com estes óleos vegetais, traz benefícios de aumento de imunidade, equilíbrio de quadros inflamatórios e das demais indicações como ocorre na ingestão, porém sendo absorvida pela derme.
Como penetram rapidamente pela pele, adicione um óleo mais denso como abacate, oliva ou gergelim quando se deseja uma massagem que necessite de deslize/permanência por mais tempo sobre a pele.

Dermatológico e Cosmético:

  • Diferente dos hidratantes comerciais (que contém muita água, óleos minerais e conservantes sintéticos), os óleos de coco hidratam a pele de forma natural, em troca orgânica e mais profundamente, assim os nutrientes lipossolúveis chegam à superfície irrigando-a e evitando o envelhecimento precoce.
  • Por serem rapidamente absorvidos pelos tecidos são conduzidos às camadas mais profundas da derme, hidratando e protegendo da ação dos radicais livres. Resultado: pele macia, hidratada e luminosa ao longo do uso, preservando a elasticidade natural. Pode e deve ser usado em todo corpo, rosto, lábios, cabelos, cílios. Indicado à todos os tipos de pele, e excelente para peles acnéicas (agregue óleos e tea tree e/ou cipreste, potencializando a ação). Agregue óleos essenciais para determinar funções específicas, e estimular a regeneração celular. Veja aqui dicas e receitas.
  • Nos cabelos, é um silicone natural, repositor de nutrientes em cabelos danificados e indicado contra caspa, use antes da lavagem para condicioná-los previamente (como um banho de tratamento), ou adicionado 1 a 2 colheres no condicionador. Pode adicionar gotas de óleos essenciais, como ylang ylang que perfuma e confere brilho e volume, ou cedro, lavanda, alecrim (2%), todos tônicos capilares.
  • Queimaduras, eczemas, picadas de inseto, processos inflamatórios e micoses.
  • Como fungicida e imunoestimulante, são indicados em casos de candidíase e herpes, podem ser aplicados nos genitais nas crises ou como preventivo. Este estudo chega a conclusão de que óleos de coco são mais eficazes que medicamentos comerciais para cândida. Dica: adicione oes de tea tree, lavanda e bergamota (2% no total), ou utilize o Ínti Fem.

Culinária e Ingestão:

  • Babaçu ou Palmiste substituem de forma neutra e muito mais saudável que óleos poliinsaturados (girassol, milho, soja, etc) e margarinas, em receitas de bolos, pães, etc...
  • Use igualmente no cozimento, refogados, para grelhar carnes, saltear legumes. Na fritura, tem a vantagem de deixá-las mais sequinhas. Suportam bem altas temperaturas (200°), e podem ser reutilizados por mais tempo que um óleo poliinsaturado, sem que ocorra modificação estrutural. Dos cocos, o Palmiste é o que tem um dos melhores desempenhos na fritura por ser inodoro e insípido.
  • Por serem saturados de cadeia média (produção rápida de energia sem estocá-la), óleos de coco são indicados para emagrecimento (até 3 colheres de sopa diariamente), mas comece aos poucos com uma colher de sobremesa ao dia ou use incluindo nos usos culinários acima descritos.
  • Para diabéticos, ajuda freando a compulsão por carboidratos (açúcares, massas, etc). Cita Dr. Marcos Pupin :"Contrário aos demais óleos poliinsaturados que dificultam a entrada de insulina e nutrientes para dentro das células, deixando-as literalmente "famintas", a gordura de coco abre as suas membranas não somente permitindo que os níveis de glicose e insulina se normalizem, como melhorando sua nutrição, restabelecendo os níveis normais de energia".
  • Altamente indicado na alimentação de pessoas com baixa imunológica, doenças bacterianas e viróticas como pneumonia, AIDS, DSTs, lúpus, psoríase, e frequentes reincidências de gripes e herpes.

Temperatura

Óleos de coco abaixo de 25° solidificam (devido a presença do ácido láurico). No calor são líquidos. Se estiverem em embalagem de garrafa, deixe no sol ou ferva a água em uma panela, retire do fogo e deixe a embalagem dentro, estando todo líquido transporte para um pote de boca larga. No uso retire com uma colher ou espátula. Eles já derretem em contato com a pele.

A adição de óleos essenciais sempre deve ser feita com o óleo em estado líquido.

Óleo ou Gordura?

Os dois. A designação óleo caracteriza o estado líquido e gordura o estado sólido.

Refino e Biodiversidade

O refino dos óleos de Babaçu e Palmiste são feitos sem uso de insumos químicos, diferente do refino para óleos poliinsaturados.O óleo não refinado possui gosto de sabão de coco e forte cheiro de cocada, o que diminui e desfavorece os usos que o óleo refinado não apresenta, e mantém todos os benefícios.

Óleos de coco Palmiste e coco Babaçu, tem origem em extração de cultivos naturais/orgânicos. Testados por cromatografia e 100% puros. A preferência por estes cocos agrega melhor custo x benefício, e sua comercialização contribui com a biodiversidade brasileira.

Confira outros posts sobre óleos de coco, no link Artigos, ou na caixa de pesquisa do blog.

Confira óleo de Palmiste e Babaçu disponíveis na Loja Virtual!